quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Para Raros.

Eduardo nunca foi o melhor da classe, não beijou a mais bonita do colégio, não era o primeiro a ser escolhido na educação física, não entendia bem de computador, não tinha um celular de ultima geração, não sabia pescar, não frequentava academia, não tinha TV a cabo em casa, no emprego ganhava 15 reais por semana, e trabalhava pouco também, afinal os estudos eram mais importantes.
 Alguns poucos amigos o adoravam, todo o resto o achava estranho, mas Eduardo não sabia disso e não sabendo pouco se importou para o que pensavam a respeito dele.
  Então viajou, jogou futebol conheceu uma garota duas três ao mesmo tempo em tempos diferentes juntas ou separadas, fez dividas pagou dividas se crucificou ficou triste se sentiu incapaz, ficou feliz Eduardo se tornou foda, não pra mim ou pra você, mas pra ele mesmo, e era isso que importava só que nesse carnaval  Eduardo morreu se acabou,

  Burro Eduardo. Foi se apaixonar...  Estava indo tão bem, agora Eduardo não faz nada, vai e volta do trabalho esvazia uma, duas três às vezes quatro garrafas de cerveja, traga um cigarro barato, conversa com o espelho não faz a barba e fica dois dias sem tomar banho, Se foi meu amigo Eduardo pobre rapaz, porque foi se apaixonar?, Poderia ter lido um livro, tomado banho de chuva viajado pra las Vegas, podia ter ido pro putero pra zona, mas não, burro Eduardo foi se apaixonar. E agora esta morto o rapaz.