sexta-feira, 12 de abril de 2013

Sonhar



               Outra noite que se foi e eu? Bom envelheci 10 anos ou mais nessa última semana. E de todo o tempo que se passou posso afirmar que o de ontem foi o mais escuro dos dias, perdido feito cego na Av. Brasil, sem rumo ou direção os nervos a flor da pele e a pele no mais absoluto gelo. 
                 Achei que a noite terminaria em um remédio ou em um copo de qualquer coisa bem forte, escolhi a indefinição apontei e remei sem fé nenhuma, mas absolutamente tudo me faz lembrar você e a vontade de ficar se tornou cada vez menor, nem a minha eterna rainha conseguiu amenizar sequer um grão da minha angustia, muito pelo contrario ela me fez lembrar de você ainda mais e de uma forma bem forte.  
             Enfim o sono chegou e a noite ou melhor  você que me perturba vida a fora me trouxe alivio imediato, com o sono veio o sonho e o sonho (esse sim); me fez dormir bem, sonhei com você, linda como sempre, calma, serena, sorriso nem um pouco discreto, me pedindo pra te amar como se nada tivesse acontecido. Não sei se fiquei louco durante o sonho, mas conseguia sentir seu cheiro, seu gosto... Foi estranhamente terrível  acordar  e perceber que do meu lado havia alguém que eu nem conhecia  quase me matei, implorava para sonhar de novo só que nada, mas ao menos consegui acordar bem e chegar bem até aqui graças a um sonho, graças a você que mesmo sem saber ainda cuida de mim.