terça-feira, 25 de novembro de 2008

Paciencia.



Hoje amanheceu mais tarde, o horoscopo saiu fora do horario e nele dizia pra ter calma pois o dia pedia um pouco mais de paciencia, logo de cara um sorriso ignorado e uma pergunta do tipo Sem resposta , a mesma musica de uma semana atrás rolava em alto e bom som , mas so eu escutava , os mesmos rostos , o mesmo horario e umas poucas e boas historias diferentes , a rotina de uma breve semana com um animo ou desanimo a mais , afinal de contas e o fim do mês., um sorriso aqui um outro ali derrepente num desses copo d'agua sem sede surge um tremedeira sem explicaçao ou sem motivo certo para coraçao , disfarçando o que na verdade ainda incomoda com uma mentira incalculável sem volta sangrando sozinho , mas tudo bem tudo certo já são 10 pra 6 e eu esqueci que hoje estou sozinho e ainda nao coloquei as muambas para fora , mas felizmente o dia ja chegou naquele momento critico em que nao se resta muito a fazer , mas alguem la em cima resolve ajudar e fazer o dia nao se perder totalmente a loira linda que eu por enquanto nao sei o nome me come com os olhos e seu sorriso meio disfarçado nao consegue disfarçar nada , e eu finjo estar olhando o moço do lado e tento mostrar o sorriso mais vagabundo possivél, e no meu fim de dia , eis que surge a bendita nota de 1 real com seu telefone em cima e dinovo aquele sorriso, talvez eu te liguei amanha ou depois de amanha ou nem ligue , mas isso foi o suficiente pra chegar em casa entrar na terra de ninguem, e descobri que ela nao tem tanto poder assim sobre mim , que mesmo que esse olharzinho desconfiado me faça tremer o meu coraçao ja se encaminha a estar completamente curado, e sem meias palavras eu finjo ter Paciencia.